Cordéis no Pinheirinho dos Palmares

Vídeos (seleção)

Loading...

9 de novembro de 2011

Dois toques

(este poema - postagem de número 200 no blog - vai como homenagem ao querido Neymar, pelo compromisso com a alegria de jogar bola, e com um abraço ao Julinho Bittencourt, pela parceria que apenas se inicia: vamos tocando!)


Manda
        Passa
                Corta
                        Limpa
Cruza
        Chuta
                Dribla
                        Finta

Não se intimida,
   mas não entra na catimba:
sai do zagueiro,
   enche o peito, mira e... pimba!
E comemora,
   no campo de terra e lama,
como se fosse um verdadeiro REI da grama

Corre
        Pára
                Olha
                        Lança
Solta
        Marca
                Vira
                        Dança!


obs.: poema originalmente publicado na Revista Itaú Cultural

Nenhum comentário:

Postar um comentário