Cordéis no Pinheirinho dos Palmares

Vídeos (seleção)

Loading...

25 de agosto de 2012

Soneto àquela que se ama


(feito entre as areias de Santos, 18/08/12, e os campos joseenses, 25/08/12)

É bom tocar aquela que se ama:
terra que habita em nós, terra que é nossa,
areia-terra que no peito é bossa,
terra que é mar, é sonho, é nossa cama.

Amando a terra, amo também pessoas
que moram nessa terra-coração:
gente que faz o sal da nossa terra
e se mistura a nós nessa paixão.

 Amor: é disso mesmo que se trata.
Amor que espuma em ondas sobre a terra
moldando a alma com os seus encantos

e assim despeja em nós semente exata,
seta certeira (coração não erra):
nascemos Santos, somos sempre Santos.

 
Paulo R. Barja

Nenhum comentário:

Postar um comentário